ETAPA 2 | Volta a Portugal do Futuro | 4º Grande Prémio CMtv

2ª Etapa: Torreira (Murtosa) - Alto de São Macário (São Pedro do Sul) - 119,6 kms
“Pupilo de Alberto Contador ganha com autoridade em São Macário”

O italiano Luca Bagnara (Team Polti/Kometa) venceu a etapa rainha da 31ª Volta a Portugal do Futuro/4º Grande Prémio CMtv (VPF/GPCMtv) que terminou no Alto de São Macário, assumindo a liderança da prova que ficou praticamente sentenciada.

Com 20 anos, o discípulo de Alberto Contador, que que este é o patrono da equipa espanhola, integrou uma fuga que se formou após a meta volante de Oliveiras de Frades, tendo na ascensão a São Macário desferido o ataque decisivo que o deixou na frente da corrida e sem qualquer possibilidade de ser alcançado pelos seus mais diretos adversários terminando com 1’42” de vantagem sobre o espanhol Dylan Jimenez (Rias Baixas/Intxausti/Cinan) companheiro de camisola amarela que “desapareceu” dos lugares mais importantes da geral individual.

Até São Pedro do Sul o grande animador da etapa foi o espanhol Cristobal Mena Bustos (Tacnosylva Maglia/Bembibre) que liderava de forma provisória as três principais classificações: geral individual/amarela (Exclusivagora), pontos/verde (Karcher) e montanha/azul (PSD - Segurança Privada), mas com o início da subida acabou por somente segurar a camisola verde, perdendo muitos minutos para o vencedor da tirada.

Apesar de uma queda aos 30 quilómetros, Alexandre Montez (Credibom/LA Alumínios/Marcos Car) fez uma etapa de menos a mais. Saltou do pelotão que estava a mais de minuto e meio da cabeça de corrida, foi ultrapassando corredores e terminou na terceira posição, sendo o melhor português na etapa e na geral.

Em virtude de uma maior rodagem, face ao número de provas em Espanha, os corredores das equipas do país vizinho mostraram um maior potencial e colocaram nove dos dez primeiros corredores da etapa, incluindo o poveiro Lucas Lopes que corre nos Supermercados Froiz.

Com a liderança da VPF/GPCMtv e o quarto da geral individual a equipa liderada pelo antigo corredor da ONCE, Rafael Diz Justo, tem uma mão na vitória final, a menos que amanhã, numa etapa com cinco contagens de montanha a Rias Baixas/Intxausti/Cinan una esforços com a Tecnosylva Maglia/Bembibre e desfiram um forte ataque à liderança de Luca Bagnara, porque a primeira passagem pela linha da meta por Pombal, pode levar a cortes no pelotão e criar uma situação de ataque ao líder.

Classificação da Etapa
1º-Luca Bagnara/ITA (Team Polti/Kometa)- 3h09’00” (média de 37.968 kms/h), 2º-Dylan Jimenez/ESP (Rias Baixas/Intxausti/Cinan) a 1’42”, 3º-Alexandre Montez/POR (Credibom/LA Alumínios/Marcos Car) a 2’01”, 4º-António Gonzalez/ESP (Team Polti/Kometa) a 2’42” e 5º-Gorka Corres/ESP (Caja Rural/Alea) a 3’20”.

Classificação Geral
1º-Luca Bagnara/ITA (Team Polti/Kometa)- 6h47’24”, 2º-Dylan Jimenez/ESP (Rias Baixas/Intxausti/Cinan) a 1’42”, 3º-Alexandre Montez/POR (Credibom/LA Alumínios/Marcos Car) a 2’07”, 4º-António Gonzalez/ESP (Team Polti/Kometa) a 2’52” e 5º-Gorka Corres/ESP (Caja Rural/Alea) a 3’27”.

Equipas: Team Polti/Kometa

Pontos: Cristobal Mena Bustos/ESP (Tacnosylva Maglia/Bembibre)

Montanha: Luca Bagnara/ITA (Team Polti/Kometa)

Juventude: Gorka Corres/ESP (Caja Rural/Alea)

Etapa de amanhã
3ª etapa- Góis- Pombal- 143,4 kms (Com uma passagem pela linha da meta a 27,6 kms do final e cinco contagens do prémio da montanha a primeira na Serra da Lousã com dez q quilómetros percorridos e a última a 16,5 quilómetros da linha da meta).

Opiniões
Luca Bagnara/ITA (Team Polti/Kometa): “Foi a montanha mais difícil que fiz na minha vida de ciclista. Foi muita dura, mas senti-me muito bem e depois de estar na frente só pensei em ver o cimo da montanha. A diferença é muito importante, a equipa está forte e posso ganhar a Volta a Portugal. Se vou telefonar a Alberto Contador? Claro. Desde criança sempre foi o meu ídolo. Depois cheguei à sua equipa e agora consigo desta vitória. Espero que ele fique tão feliz quanto eu”.

Foto: Volta a Portugal do Futuro

Publicar un comentario

0 Comentarios